Parceria permitirá intercâmbio de alunos e professores da Odontologia

Para promover a troca de experiências e ampliar o conhecimento acadêmico de alunos e professores do curso de Odontologia, o Centro Universitário Icesp firmou convênio com duas universidades renomadas na área: a Universidade do Estado do Rio de Janeiro e a Universidad de San Martín de Porres, do Peru.

As iniciativas vão possibilitar um intercâmbio de visitas técnicas com as instituições. A peruana é extremamente renomada, referência na América Latina. Trata-se de uma faculdade de Odontologia antiga, altamente estruturada. Com o convênio, será possível elevar tanto o nível do corpo docente quanto discente, com mais pesquisa, mais instrução, mais formas de conhecer outra realidade.

As duas instituições passam, a partir de agora, a trabalhar em conjunto. Desta forma, os projetos devem ser propostos pelos interessados para autorização de ambas. As propostas podem ser desde uma revista acadêmica até pesquisas de interesse comum.

UERJ
A parceria do Icesp com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) tem os mesmos moldes. Neste convênio, dois professores da casa já estão desenvolvendo pesquisa com um grupo da universidade: Ricardo Fabris Paulin e Élcio Gomes Carneiro Júnior, que estão executando o pós-doutorado da instituição.

“Isso qualifica, cada vez mais, nosso corpo docente. É algo extremamente relevante”, avalia Ricardo Paulin, que é também o coordenador do curso de Odontologia do Icesp e iniciará sua pesquisa de pós-doutorado na próxima sexta-feira (UERJ).

Com o convênio, alunos ficam aptos a cursar, por exemplo, um semestre na universidade fluminense, numa espécie de graduação sanduíche. Podem também programar visitas, estágios ou mesmo um curso de verão. Estas duas últimas modalidades serão priorizadas neste início dos trabalhos.

Participação
Para participar, alunos e professores interessados devem apresentar seus projetos para a coordenação do curso, que remete às instituições e, juntos, trabalham trâmites como a parte financeira e acadêmica. Também devem cumprir alguns pré-requisitos para que o Icesp aprove a participação nesses projetos.

Os convênios preveem parcerias em disciplinas com mais práticas laboratoriais, que requerem preparação teórica para a parte clínica. “Os alunos das instituições parceiras passarão pelos mesmo trâmites, e o Icesp estará de portas abertas para os receber”, informa Paulin.

Para mais informações, interessados de todos semestres devem procurar a coordenação do curso, no campus Águas Claras.