A Segunda Jornada Odontológica foi realizada entre 18 e 20 de outubro

Por Camila Carvalho

Os alunos de Odontologia da Faculdade ICESP e de outras instituições do DF participaram da Segunda Jornada Odontológica do ICESP. A JOFI recebeu diversos palestrantes que falaram sobre os mais variados temas pertinentes para a área. O evento foi realizado no Teatro Newton Rossi, SESC de Ceilândia, de 18 a 20 de outubro.

A Jornada Odontológica da Faculdade ICESP deste ano foi marcada por muito conhecimento. Palestrantes nacionais e internacionais comandaram os três dias do evento, falando sobre diversos assuntos pertinentes a área. A JOFI aconteceu no Teatro Newton Rossi, SESC de Ceilândia. Apesar da distância do campus da faculdade em Águas Claras, foi disponibilizado transporte para atender os alunos.

O coordenador do curso, Prof. Dr. Ricardo Fabris, contou sobre os desafios que encontrou para realizar mais uma Jornada Acadêmica. “Um dos maiores desafios que tivemos que enfrentar foi em relação ao local. Trabalhamos em parceria com o SESC para ter
à disposição um auditório com mais de 400 lugares extremamente confortável, com tela de projeção e camarim. Além disso, também fizemos parceria com empresas que trouxeram profissionais de renome interacional, como é o caso do professor Cornelis, que veio pela empresa Curaprox e o professor Valadão, da empresa Ultradente”, conta.

O prof. Dr. Jorge Faber foi outro grande nome do evento. Ele é reconhecido internacionalmente por suas palestras. Este ano, ele já passou por diversos países como Estados Unidos, Viena e Japão. O palestrante recebe honorários por suas palestras, mas aceitou o convite do coordenador Ricardo e participou da JOFI de maneira voluntária.

A JOFI também contou com uma exposição comercial, em parcerias com diversas empresas como a Dentaminatus, Ultradente, Curaprox e FGM, foi exposto no local do evento cadeiras odontológicas, scanner intraoral e câmeras intraoral.

O evento teve quase 300 inscritos e também contou com a participação de alunos de outros instituições de ensino como a Universidade de Brasília e Universidade Paulista. Além de dentistas do SESC que também prestigiaram a JOFI.

 

Primeiro dia

A palestrante Dra. Alessandra de Souza, também conhecida como Dra. Lelê, é especialista em odontopediatria e explicou para os estudantes a importância de entender cada criança, principalmente as com necessidades especiais. “Cada criança é única, precisamos conhecer suas individualidades”, disse.

O palestrante Cornelis Springer falou sobre a Odontologia do Esporte. Ele explicou como a saúde dentária está diretamente ligada ao condicionamento físico dos atletas. Ele também enfatizou a necessidade de usar escovas de dentes adequadas. Ao fim da palestra, os alunos ganharam uma escova de alta performance da Curaprox Brasil.

O Dr. Bruno Bastos falou sobre a Harmonização Orofacial. O especialista enfatizou o quanto uma boa harmonização melhora visualmente o formato do rosto, mas também a saúde geral do paciente.

Após as três palestras, os participantes da JOFI tiveram uma pequena pausa para um coffee break.

Em seguida, foi realizada a abertura oficial da Jornada Odontológica. A mesa da cerimônia foi composta pela diretora administrativa da Faculdade ICESP, professora Cinara de Jesus Fagundes Silva, pelo coordenador do curso de odontologia, professor Ricardo Fabris Paulin, pela presidente da segunda jornada odontológica, professora Junia Carolina Linhares Ferrari dos Santos, pela presidente discente da jornada, representante dos acadêmicos, Leide Maria barbosa de Oliveira, pela chefe de divisão de orientação social do SESC, Marcia Maria Neves, pela coordenadora dos serviços odontológicos do SESC, Simone Gomes, pela representante do exército brasileiro, Capitã dentista Maria Isabel Aguilar e o presidente do Conselho Regional de Odontologia do Distrito Federal, Samir Najjar. Cada um dos componentes da mesa fez discurso sobre a importância da Jornada Acadêmica e agradeceu a presença dos participantes.

Após a cerimônia de abertura foi retomada a programação de apresentação das palestras. A primeira foi sobre reabilitação Oral com o Dr. Allysson Valadão. Segundo Valadão, o dentista deve pensar na saúde geral do paciente. “Devemos tratar o dente como um todo e devolver a saúde do paciente”.

Por fim, a última palestra da noite foi com o perito criminal da Polícia Civil do Distrito Federal, Paulo Enio. A palestra sobre perícia em local de crime explicou como a Odontologia pode ajudar na identificação de crimes.

Para o estudante do sexto semestre e membro da comissão organizadora, Leonardo Amorim, a JOFI deste ano ofereceu aos participantes uma experiência única. “A parceria com o Sesc foi fundamental para essa jornada. Tivemos mais apresentações de trabalhos científicos de acadêmicos de outras faculdades, isso mostra a proporção que a jornada do ICESP se encontra nesse momento, mesmo sendo a segunda edição, já podemos nos considerar uma das maiores do Distrito Federal”.

 

Segundo dia

Na sexta-feira (19), O Dr. Jorge Faber abriu o evento com a palestra “Os Limites da Correção das Biprotrusões”. Esse tipo de correção é indicada para pacientes que não conseguem ao menos fechar os lábios devido os dentes serem projetados para a frente. O palestrante explicou até que ponto é necessário se fazer esse procedimento.

A palestra seguinte ficou por conta do Dr. Jaime Rodriguez. Palestrante internacional e também professor universitário em Lima, no Peru. Ele falou sobre as mais variadas complicações que podem ocorrer em uma cirurgia buco maxilo facial, desde as mais simples até as mais complexas.

Em seguida a Dra. Elaine Vivela falou sobre como atingir excelência nas restaurações em resina composta e por fim, a Dra. Andreia de Oliveira ensinou como as novas tecnologias podem auxiliar nos ensinos de escultura dental.

A aluna Geovana Pires Ferreira, do quarto semestre matutino, explicou como a JOFI contribui para a formação dos alunos. “Por trazer grandes profissionais e de diversas áreas, mostra tanto o leque de opções para fazer especializações, quanto curiosidades que alunos de graduação ainda não viram e/ou não sabem. Com as palestras, abre a mente do aluno junto com grande conhecimento adquirido”.

Segundo ela, todas as palestras enriqueceram a Jornada Acadêmica. “Gostei de todas, porém a que me chamou muito atenção e gostei muito foi a com Professor Paulo Enio da Polícia Civil do Distrito Federal, já que foi sobre a área que eu tenho grande interesse”.

 

Terceiro dia

No último dia de JOFI (20), o Dr. Marcos Porto Arruda e seu filho Marcos Porto Júnior falaram sobre as emergências e urgências na endodontia. Em seguida, o professor Vinicius Caixeta mostrou quais os últimos recursos tecnológicos disponíveis para a odontologia.

No encerramento, os alunos ainda participaram de sorteios e premiação dos trabalhos acadêmicos realizadas por alunos e professores. O primeiro lugar do concurso ficou com o trabalho “Cuidados Odontológicos em Pacientes Oncológicos” (Larissa Santos Vieira); o segundo com o trabalho sobre “O Tratamento de Fluorose com o uso de microabrasão” (Natália Cristina dos Santos) e o terceiro foi a “Análise Pós Cirúrgica do Cimento Ortopédico para correção de sorriso gengival” (Rafaela Maria Hydalgo).

A Jornada foi muito elogiada tanto pelos palestrantes como pelos alunos. O palestrante Bruno Bastos elogiou a estrutura do evento. “Foi uma honra palestrar para vocês. Evento bacana, super bem montado. Parabéns pelo alto nível”.

O aluno Jonathan Conde do sexto semestre também agradeceu o empenho dos organizadores do evento. “A jornada acadêmica foi ótima, a comissão está de parabéns pela organização e pelo time de profissionais que conseguiram para ministrar as palestras”.

Ele também lembrou o quanto eventos acadêmicos ajudam na formação dos alunos. “A Jornada contribui como resultado de aprofundamento de estudos e pesquisas, favorecendo a socialização do conhecimento e o incentivo à produção de novos saberes, respeitando os aspectos culturais e éticos e vivências relacionada às diferentes abordagens, técnicas e métodos utilizados na aprendizagem”, declarou.

Para o professor Ricardo Fabris, coordenador de odontologia,  a satisfação dos alunos é fundamental para a realização das Jornadas Acadêmicas. “O que mais me empolga trabalhar todo ano em prol da Jornada é ver a satisfação dos alunos. Ver eles olharem a odontologia nacional e mundial e conseguirem perceber o que eles estão estudando, o que vale a pena realmente eles se aprofundarem para fazer parte disso”, ressaltou.