Por Camila Carvalho

Nesta quinta-feira (27), os alunos do primeiro semestre de Aviação Civil visitaram o primeiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo, o Cindacta I. No Brasil, existem mais três centros integrados que, juntos, fazem o controle aéreo de todo o território nacional. Os alunos estavam acompanhados de professores e do coordenador do curso, comandante Jorge Carmo.

O Cindacta I é um elo permanente do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (SISCEAB) e do Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (COMDABRA), o órgão presta serviço de gerenciamento de tráfego aéreo; defesa aérea; informações aeronáuticas; meteorologia aeronáutica; telecomunicações aeronáuticas e busca e salvamento.

Os alunos foram recebidos no auditório e assistiram a um vídeo explicativo sobre a funcionalidade do Cindacta. Em seguida, conheceram a sala de Controle de Tráfego, lugar de onde é realizado todo o monitoramento da área de abrangência do Cindacta I: a região central do país. Logo após, a turma conheceu o Centro Nacional de Meteorologia e também foram apresentados ao setor de Busca e Salvamento. Para finalizar, os estudantes visitaram a Galeria de ex-comandantes do Cindacta e conheceram um pouco mais sobre a história do lugar.

O professor Fábio Guezzado, da disciplina Regulamento de Tráfego Aéreo, foi quem organizou a visita. Ele contou que uma vez, por semestre, busca realizar saídas de campo com os alunos, com o objetivo de unir a teoria aprendida em sala de aula com a prática do mercado de trabalho. “Como  piloto, eles vão falar com alguém que trabalha no espaço aéreo brasileiro. Ou seja, é uma forma de mostrar a eles quem está do outro lado trabalhando com eles, fazendo essa parceria e a segurança do espaço aéreo do país”, disse.

Segundo o professor, o Icesp formou três pilotos que também se tornaram controladores de voo do Cindacta I. “É um orgulho para nós. Não tivemos a oportunidade de encontrá-los aqui hoje, mas, teremos outras oportunidades”, contou o comandante.

Em todos os eventos, que o Icesp realiza com convidados nas unidades ou em saídas de campos, um dos alunos faz um agradecimento formal aos palestrantes. Desta vez, as palavras de agradecimentos foram da aluna, Ticiana Penatti, ela falou sobre o enriquecimento que eventos como esses proporcionam na formação do aluno. “Uma oportunidade para conhecer o funcionamento e aplicabilidade de conceitos que aprendemos no campo teórico. Sem dúvida, um diferencial na formação, poder ter tido essa vivência e aprender mais sobre as sutilezas da atuação de profissionais fundamentais para a eficiência e segurança do tráfego aéreo”, relata.

A aluna também lembrou que o Cindacta  I proporciona orgulho aos brasileiros pela sua qualidade nos serviços. “Também foi uma oportunidade de nos orgulharmos enquanto brasileiros da qualidade dos serviços prestados pelo Cindacta I e sua contribuição para a Aviação. Foi uma experiência muito motivadora pessoal e academicamente como futura comandante”, finaliza.