Ação leva conhecimento sobre direitos das crianças a alunos de Taguatinga

O projeto de extensão “Ler é legal: começa com leitura e dela para a vida inteira” brindou mais uma de suas ações neste ano, numa noite de gala para premiação do concurso de desenhos sobre direitos da criança, produzidos por alunos dos sextos e sétimos anos do Centro de Ensino Fundamental 10, de Taguatinga. A competição e a premiação foram promovidas pela União Europeia e a Embaixada da Polônia, sob a articulação da Secretaria de Relações Internacionais do DF.

O Ler é Legal é fomentado pelo Programa Institucional de Bolsas de Extensão (PIBEX), sob a coordenação da professora Edy Gomes e desenvolvido, na escola, pelo bolsista do curso de Direito do Centro Universitário Icesp, Felipe Fontineles Martins.

Das crianças atendidas pelo projeto, quinze foram selecionadas no concurso e participaram da noite de gala ansiosas para saberem o resultado da apreciação de suas artes. Na ocasião, alunos, professores e gestores da escola se confraternizaram, apreciaram apresentações de dança e de música, enquanto aguardavam ansiosos pelo anúncio dos vencedores do concurso de desenhos.

Para a vice-direção da escola, professora Rosângela Cavicchioli, o projeto conseguiu alcançar o objetivo de valorizar as crianças, promovendo a cidadania. “A parceria com a Embaixada da Polônia foi incentivadora, já que garantiu o material para a produção dos desenhos”, lembrou.

Os prêmios serviram de estímulo para a promoção da vida saudável, nada de eletrônicos, distribuídos assim: um patinete para o terceiro lugar e bicicletas para o segundo e primeiro lugares.

Ganhadores
O terceiro lugar foi para a pequena Isadora Guiomar Martins Rodrigues da Silva, do sexto ano, com a obra “A inclusão”. O segundo lugar ficou com a pequena Sofie Bueno da Cruz, do sétimo ano, com a desenho “Mundo de respeito”. O grande vencedor da noite foi Jéferson Ferreira, do sétimo ano, com a obra “És tudo colorido”. “Gostei muito do meu prêmio. Ter feito desenhos sobre os direitos da criança me ajudou a conhecer e a compreender o tema”, comemorou.

A professora do Icesp, Edy Gomes, falou da satisfação em coordenar o projeto Ler é Legal. “É gratificante ver que o trabalho de levar o conhecimento da lei às crianças e adolescentes da escola pública tem alcançado resultados concretos, oferecendo conhecimento dos conceitos de cidadania e de qualidade de vida”, comemorou, agradecendo à Pró-Reitoria de Extensão pelo apoio ao trabalho.