Radiologia

O Curso

Trata-se de um curso sintonizado com as mudanças tecnológicas e organizacionais que vêm ocorrendo no mercado, que objetiva proporcionar conhecimento e domínio de novas tecnologias radiológicas no setor de diagnóstico onde o aluno terá desenvolvido:

A capacidade empreendedora e da compreensão do processo tecnológico, em suas causas e efeitos;
Competências profissionais tecnológicas, gerais e específicas, para a gestão de processos e a produção de bens e serviços;
A compreensão e a avaliação dos impactos sociais, econômicos e ambientais resultantes da produção, gestão e incorporação de novas tecnologias;
A capacidade de continuar aprendendo e de acompanhar as mudanças nas condições de trabalho, bem como propiciar o prosseguimento de estudos em cursos de pós-graduação.

A Resolução CONTER nº02, de 04 de maio de 2012 deixa clara a necessidade do Tecnólogo em Radiologia, da forma como concebido no Brasil, ao atribuir a ele no setor de diagnóstico por imagem as técnicas, procedimentos e campos de atuação em subáreas de alta complexidade como Radiologia Forense, Tomografia Computadorizada, Ressonância Magnética Nuclear e Medicina Nuclear (particularmente na PET-CT). Esta resolução também atribui ao Tecnólogo em Radiologia o treinamento, a coordenação e gerência de equipes além da pesquisa científica, atividades estas não atribuídas em nenhuma forma ao técnico em radiologia.

Dentro da crescente demanda por serviços de saúde cabe ressaltar políticas como o Plano de Expansão da Radioterapia no SUS, instituído pela Portaria MS/GM nº 931 de 10 de maio de 2012, que, na previsão de 2018, acarretará na entrega de 140 sistemas completos para radioterapia de alta complexidade para todo o país, destes três serão destinados ao Distrito Federal (DF) que contará então com mais de dez equipamentos para radioterapia disponíveis em toda rede do DF. Segundo o SUS, apenas na rede pública, existiam 243 aceleradores lineares em 2017; a previsão é que até o final de 2019 existam em operação 331 aceleradores lineares, gerando um aumento de mais de 35% no número de equipamentos da rede pública de saúde brasileira.

Quanto ao diagnóstico por imagem, segundo o DataSUS (que ainda apresenta uma visão incompleta do DF), na Região Metropolitana do DF (RIDE DF), existiam em maio de 2017 um total de 1.209 equipamentos de diagnóstico médico por imagem, e em maio de 2018 um total de 1.875, o que representa um aumento de mais de 50% no número de equipamentos diagnósticos no DF no período.

Essa demanda se torna ainda mais evidente quando se leva em consideração que alguns equipamentos demandam de mais de um operador, que a jornada de trabalho do Tecnólogo em Radiologia que atua na área hospitalar é de 24h semanais e que este profissional atuará em outras áreas como docência, gerência, planejamento e aplicações industriais, veterinárias e odontológicas.

Mercado de Trabalho

Os Radiólogos orientam a preparação e participam da execução dos exames, processam a revelação dos diversos filmes radiológicos no modo manual, automático e à seco. Tem por objetivo a formação de profissionais com habilidades para o manuseio de aparelhos de raio X e aplicação das diversas técnicas radiológicas, operar aparelhos de tomografia computadorizada e ressonância nuclear magnética. A demanda por técnicos em radioterapia no Brasil e em especial na região Centro Oeste é enorme. Só existem 6 centros de tratamento de câncer em toda à região, uma em Campo Grande, uma em Cuiabá, duas em Brasília e duas em Goiânia.
O número de novos casos da doença supera a capacidade de tratá-los na região, e sendo assim existem dois paradoxos, os que morrem nas filas de esperam aguardando vagas em aparelhos e os que vão para a região Sudeste do país em busca de tratamento. Com os novos investimentos previstos para esta região Centro Oeste nos próximos anos, haverá uma falta ainda maior de técnicos (tecnólogos) de radiologia com especialização em radioterapia. A demanda por esse tipo de profissional na Região Centro-Oeste é bem maior do que está se analisarmos toda a Região do entorno do Distrito Federal, que abrange as cidades de Formosa, Unaí, Valparaíso, Luziania, Águas Lindas, Céu Azul, Novo Gama, regiões estas de população de baixa renda, dependes dos serviços de saúde do Distrito Federal.
Assim é indiscutível a necessidade desse profissional que poderá atuar nas clínicas de radiologia e radioterapia. O curso visa também formar profissionais que possam atuar nas empresas que produzem aparelhos de diagnóstico médico auxiliando na aplicação otimizada dos diversos métodos de imagem e também nas indústrias que produzem equipamentos de alta precisão.

Parcelamento padrão

6 parcelas
R$ 601
71
Mensal
  • Boleto
  • Cartões de Débito e Crédito

Parcelamento especial

12 parcelas
R$ 376
07
Mensal
  • Boleto
  • Cartões de Débito e Crédito

Duração

3 anos

Formação

Tecnólogo

Curso Reconhecido

pelo MEC

Processo Seletivo

Vestibular Online ou Presencial

Várias escolhas,
múltiplas vantagens.

Modalidades Flexíveis UniSant’Anna. Une você à melhor escolha.

Escolha quanto pagar e quantos dias ir para faculdade.

5 dias

por semana na faculdade

presencial

Você estuda na faculdade todos os dias da semana.

Mensalidade

de R$ 850,00 por *R$ 467,50

*Valor com 45% de bolsa

4 dias

por semana na faculdade

presencial

Você estuda 4 dias da semana na faculdade e 1 dia a distância de onde quiser.

Mensalidade

de R$ 850,00 por *R$ 374,00

*Valor com 56% de bolsa